segunda-feira, agosto 28, 2006

Panteras Negras

segunda-feira, agosto 21, 2006

Ra Ra Ra Rafa Benitez

Chelsea Alouette

quinta-feira, agosto 10, 2006

Italian Hooligans

terça-feira, julho 25, 2006

England vs. Ecuador: English Supporters Singing

terça-feira, julho 11, 2006

Hooligans and Thugs - Footballs most violent fans

quinta-feira, julho 06, 2006

Ten german bombers in the air

Obrigado PORTUGAL



Apesar de a derrota de ontem contra a MERDA da frança nao devemos estar tristes , porque estes 23 jogadores dgnificarem PORTUGAL , souberam honrar o nosso pais, e sabado vamos demostrar porque e que chegamos onde chegamos. PORTUGAL

segunda-feira, julho 03, 2006

Outra Vez

sábado, julho 01, 2006

Recordar é viver


Hoje joga-se o PORTUGAL - inglaterra talvez um dos confrontos mais esperados no mundial , onde estarao cerca de 100 mil ingleses e apenas 10 mil portugas, mas no fim esperamos ser nos a sorrir , Força PORTUGAL.

quarta-feira, junho 28, 2006

Confrontos no mundial


Fica aqui o video dos confrontos entre os alemaes e os ingleses do passado domingo em estugarda

segunda-feira, junho 26, 2006

England hooligans



Reportagem de uma tv argentina sobre os hooligans ingleses na alemanha

quarta-feira, junho 21, 2006

The Real Football Factory (Colonia)

Hooligans alemães e ingleses detidos em Colónia por distúrbios


Um grupo de hooligans alemães e duas dezenas de adeptos ingleses foram detidos pelas autoridades em Colónia, por causarem distúrbios antes e depois do jogo entre a Inglaterra e a Suécia. Eles resistiram às detenções e não foi nada pacífico», explicou Bernd Kalkum, porta-voz da A.C.A.B., que garantiu que os adeptos em causa estão registados como problemáticos e vão ficar debaixo de olho. Kalkum afirmou que foram detidos cerca de 50 adeptos, mas o presidente da câmara anunciou mais tarde que o número correcto era de 30 adeptos presos.Um porta-voz da polícia britânica que está a trabalhar na Alemanha garantiu que os 22 adeptos ingleses foram detidos por ofensas menores: 11 por tentarem entrar no estádio sem bilhete e outros 11 presos na cidade. As A.C.A.B. não tiveram uma missão fácil, mas a ordem foi reposta em pouco tempo. «Foi uma situação difícil mas estavam polícias suficientes no local. Eles controlaram a situação com grande profissionalismo», afirmou Klaus Steffenhagen, chefe da A.C.A.B., de Colónia, em declarações à «Reuters TV».

Mundial - A.C.A.B. no seu melhor


A A.C.A.B. alemã deteve 15 adeptos ingleses em Colónia por comportamento desordeiro em estado de embriaguez antes do encontro de hoje entre Inglaterra e Suécia. Nos incidentes mais violentos da noite, 16 A.C.A.B. alemães sofreram vários golpes após os fãs arremessarem garrafas de vidro na parte velha da cidade. Uma agente da autoridade foi obrigada a permanecer no hospital internada. Tudo se desenrolou quando os adeptos embriagados tentaram escalar uma estátua na praça central para pendurar bandeiras inglesas, uma prática, aliás, comum aos adeptos britânicos. Um homem caiu da estátua quando a A.C.A.B. tentava dispersar os restantes com gás pimenta. Os adeptos então atiraram o que tinham à mão na direcção das forças da A.C.A.B.. A nenhum dos adeptos detidos foi instaurado um processo disciplinar, sendo que seis indivíduos foram expulsos da cidade.

segunda-feira, junho 19, 2006

Futsal

Comecou da melhor forma o 1º jogo com muita confusao fora e dentro do pavilhao. Nao vou meter aqui nada sobre o que se passou no futsal porque tambem nao sei ao certo o que de realmente se passou , como fora como dentro do pavilhao.

quinta-feira, junho 15, 2006

Cinco adeptos ingleses presos em Nuremberga


Cinco adeptos ingleses foram presos esta madrugada em Nuremberga antes do encontro da selecção inglesa frente à congénere de Trindade e Tobago agendado para esta tarde, informou um porta-voz da A.C.A.B. britrânica presente na Alemanha.Três dos fãs foram já colocados em liberdade sem acusação enquanto dois permanecem sob prisão por ofensas não reveladas.São esperados mais de 70.000 ingleses na cidade para o encontro. Ontem à noite, algumas centenas de adeptos ingleses reuniram-se à porta de uma bar irlandês em Nuremberga entoando cânticos sobre a 2.ª Grande Guerra Mundial. A polícia anti-motim fechou parte da rua para evitar que adeptos alemães se aproximassem da zona.

300 "hooligans" detidos à margem do Alemanha-Polónia

A A.C.A.B. deteve cerca de 300 hooligans alemães e polacos antes, durante e depois do jogo Alemanha-Polónia (1-0), do Grupo A do Mundial, disputado ontem à noite, em Dortmund, informou hoje um porta-voz da A.C.A.B.. Antes do jogo, os adeptos reunidos numa das praças principais de Dortmund arremessaram garrafas, mesas, cadeiras e "very-lights" sobre a A.C.A.B, que fez dezenas de detenções.Os confrontos ocorreram quando as forças da ordem tentaram deter temporariamente vários indivíduos referenciados como "hooligans" por um destacamento especial da A.C.A.B. polaca que presta serviço no Mundial.No total, cerca de 100 mil pessoas estiveram nas ruas de Dortmund ontem para acompanhar o embate entre Alemanha e Polónia, que terminou com a vitória dos alemães por 1-0, com um golo de Oliver Neuville já no período de descontos. Mais de dois mil A.C.A.B zelaram pela segurança na maior cidade da bacia do Ruhr, e durante algum tempo os A.C.A.B. bloquearam a Friedensplatz, a praça principal de Dortmund, onde 7.500 pessoas assistiam ao Alemanha-Polónia, para impedir evitar a entrada de grupos de "hooligans".Em Berlim, onde centenas de milhares de pessoas viram o jogo em ecrãs gigantes espalhados pela cidade, sobretudo no centro histórico, a noite foi relativamente tranquila, segundo uma fonte da A.C.A.B..Cerca de 4.000 A.C.A.B. estiveram em acção na capital alemã para evitar incidentes, mas só se registaram algumas detenções de indivíduos que acusavam excesso de álcool e tentaram causar distúrbios.

segunda-feira, junho 12, 2006

The Real Football Factory (Parte 5)

sábado, junho 10, 2006

Agora sim começou o Mundial

20 adeptos de futebol, essencialmente ingleses e alemães, foram presos durante a noite pela A.C.A.B. de Frankfurt após cometerem actos de violência no final do primeiro dia do Mundial, segundo indicou um porta-voz das forças de ordem.
18 deles foram libertados hoje de manhã, precisou a A.C.A.B daquela cidade alemã, onde hoje se realiza o Inglaterra-Paraguai pelas 15 horas locais (14 horas portuguesas). Debaixo do efeito de álcool, os aficcionados detidos causaram danos nas redondezas da estação de comboios, dentro de restaurantes e sobre carros. O fãs ingleses entraram em confrontos com os alemães, dos quais resultaram alguns feridos ligeiros. Já noite dentro, a polícia agiu de forma preventiva para evitar novos confrontos.

sexta-feira, junho 09, 2006

PORTUGAL



Deixo aqui neste post, talvez considerado o melhor video de sempre feito sobre a seleccao portuguesa, na minha opiniao quem o realizou esta de parabens, acho que o video esta fanstastico, quem o poder ver que o veja ate ao fim, ha altura que chega a ser arrepiante. FORCA PORTUGAL.

segunda-feira, junho 05, 2006

Euro 2004 Amor e Futebol


Um delicioso olhar sobre Portugal aquando do Campeonato Europeu de 2004.
O actor, Danny Dyer, é a estrela de “The Other Half”, ao interpretar um fanático da bola.O inglês Mark surpreende a sua noiva americana Holly com uma prenda inesperada ,uma viagem de núpcias a Portugal.
Mark não revela, contudo, as suas verdadeiras intenções.A lua de mel é, exactamente, na mesma altura em que Portugal acolhe o Europeu de Futebol 2004 e Mark, adepto fanático, quer assistir aos jogos da selecção inglesa.
Vamos acompanhar aos truques e às tropelias de Mark para iludir a mulher com quem acaba de se casar, só para ver os jogos de Inglaterra em Coimbra, Faro e Lisboa.
É a lua de mel perfeita... mentiras, paixão e futebol.
Uma verdadeira comédia de enganos no cenário de um país coberto de bandeiras a celebrar o futebol.

Fica aqui link onde podem ver um pouco do filme:
http://www.piperfilms.co.uk/the_other_half/view_trailer.html

The Real Football Factory (Parte 4)

The Real Football Factory (Parte 3)

sábado, junho 03, 2006

The Real Football Factory (Parte 2)

sexta-feira, junho 02, 2006

The Real Football Factory (Parte 1)

quarta-feira, maio 31, 2006

Hooligans no mundial



A A.C.A.B. de Hannover, umas das cidades onde se disputa o Mundial'2006, proibiu a entrada no centro da cidade de 50 adeptos, identificados como hooligans.
De acordo com a A.C.A.B., a proibição insere-se na
chamada "milha dos adeptos", uma medida de segurança que contempla dois quilómetros de distância entre o centro da cidade e o estádio.
Os responsáveis da A.C.A.B. asseguraram que a medida vai estender-se às restantes onze cidades onde se disputam encontros do Mundial.
Em caso de infracção, os hooligans serão sancionados com multas e com penas de prisão que podem ir até nove dias. A A.C.A.B. de Hannover já disponibilizou um local, nas antigas garagens do quartel principal, com capacidade para 237 detidos.


Os "hooligans" ingleses com cadastro criminal foram hoje obrigados a entregar os respectivos passaportes à A.C.A.B. inglesa, cumprindo assim a primeira medida de prevenção a que estão obrigados durante o Mundial.
Esta medida aplica-se aos 3.286 "hooligans" constantes na "lista perigosa" das autoridades, composta por todos os indivíduos que já foram condenados por envolvimento em manifestações de violência associadas ao futebol.
A entrega do passaporte deve impedir que a maior parte destes adeptos saia do país, já que os ingleses não têm outro tipo de identificação (não existem bilhetes de identidade) e, como a Inglaterra não faz parte do espaço Schengen, todos os cidadãos têm de apresentar o passaporte na fronteira.
Quem não cumprir esta obrigação, explicou hoje o Ministério dos Assuntos Interiores, terá de enfrentar a justiça e uma provável condenação a seis meses de prisão, mais uma multa de cinco mil libras (7.500 euros).
A retenção do passaporte já tinha sido aplicada durante o Euro'2004 em Portugal, mas agora, uma vez que o Mundial é na Alemanha e há uma tradição de conflito entre os adeptos dos dois países, vai haver mais medidas de prevenção.
Assim, nos dias em que a Inglaterra jogar, os "hooligans" também serão obrigados a apresentar-se na esquadra mais próxima de casa para confirmarem que não abandonaram o país.
Já os adeptos que consigam viajar até à Alemanha terão o seu comportamento vigiado por quatro procuradores enviados pela justiça inglesa, cuja função será ajudar a justiça alemã e, caso algum adepto seja condenado, passar essa informação imediatamente para Inglaterra, de forma a inclui-lo na "lista perigosa".
A Inglaterra, que faz parte do Grupo B, vai estrear-se na co mpetição frente ao Paraguai, a 10 de Junho.
Espera-se que cerca de 100 mil adeptos ingleses viajem para a Alemanha, apesar de a maior parte não ter bilhete para ver qualquer jogo.

quinta-feira, maio 25, 2006

segunda-feira, maio 22, 2006



Isto nao tem nada a ver com o blog mas penso que era bonito voltar a meter as bandeiras de PORTUGAL outra vez na janela, apesar do mundial ser na alemanha , penso que é uma inicitiva bonita e assim mostra-mos que estamos todos com a nossa seleccao, apesar de tudo. Espero que passem a mensagem e divulguem nos seus blogs, e ja agora que metam a bandeira de todos nós nas janelas. UM ABRACO

TODOS POR PORTUGAL (sub 21)



23/05/2006 Estádio Municipal de Braga Portugal x França 19:45 (tvi)
25/05/2006 Estádio Cidade de Barcelos Portugal x Sérvia e Montenegro 19:45 (tvi)
28/05/2006 Estádio D. Afonso Henriques Alemanha x Portugal 19:45 (tvi)

UK. Hooliganism

Este video mostra imagens sobre o holiganismo na altura dos anos 80´

terça-feira, maio 16, 2006

A palavra Hooligan na enciclopédia


Hooligans
Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Hooligans são facções de violência ligadas ao futebol, na Inglaterra. No mundo das firmas Hooligans a reputação é o que mais importa.

terça-feira, maio 09, 2006

Alcool no mundial


O comité organizador do Mundial'2006 anunciou que o consumo de álcool durante os jogos irá ser limitado, mas admitiu vir a proibi-lo caso se verifiquem excessos.
De acordo com o comité, em todos os jogos e estádios do torneio irá ser vendida cerveja com álcool, mas o consumo estará limitado a um litro de cerveja por pessoa.
Fontes do comité esclareceram, no entanto, que a decisão poderá ser alterada para a proibição total caso os adeptos se excedam.

EM PORTUGAL DEVIAM FAZER O MESMO, MAS MAIS LITROS é CLARO.

segunda-feira, maio 08, 2006

Football Casuals - Aston Villa vs Birmingham

quinta-feira, maio 04, 2006

Teorias Sobre o "Hooliganismo"



Mal tinha começado o Campeonato Europeu de Futebol 2000 e já os ingleses tinham percebido que a competição, a nível desportivo, ia correr mal. Os primeiros resultados da sua equipa – maus, como se sabe – deram origem a muitos debates que tinham como objectivo descobrir onde estava o problema. Uns, como é normal nestas coisas de futebol, queriam a cabeça do treinador. Outros, como também acontece, acusavam os jogadores de não darem o seu melhor. Outros ainda, consolavam-se com a ideia de que aquela era a melhor selecção possível de jogadores, acrescentando que se não jogaram melhor foi porque não sabem.

A nível desportivo o assunto parecia estar arrumado. Os comentadores limitavam-se a canalizar esperanças para as próximas grandes competições e a salientar a força e a técnica que outras equipas demonstravam. O povo inglês estava desiludido. Sobretudo porque países pequenos faziam muito melhor figura. E, no final, o sapo a engolir foi ainda maior: o país pelo qual têm um ódio de estimação – a França – acabaria por vencer o campeonato.

Para os ingleses, neste Campeonato importava não só conquistar um bom resultado mas também melhorar a ideia que o resto do Continente tem em relação aos "hooligans". Os cidadãos ingleses responsáveis estavam preocupados com o que esta espécie de compatriotas seus iria fazer dentro e fora dos estádios. As preocupações passaram do cidadão comum para os políticos e para as forças de segurança. O primeiro-ministro Tony Blair pedia aos adeptos ingleses que se comportassem. As autoridades criaram uma lista com os nomes dos "hooligans" mais perigosos para impedir que atravessassem o canal com rumo aos estádios onde se realizava a competição.

Mas muitos ingleses, incluindo muitos dos que estavam proibidos de o fazer, atravessaram o canal e desembarcaram no continente, prontos para a confusão. Havia "jaulas" preparadas para quem criasse problemas à ordem pública. Os "hoolingans" estavam na mira de todos. E não foi preciso muito. À primeira derrota – por sinal com a equipa portuguesa – os apoiantes da equipa inglesa fizeram justiça à sua fama. Muitos foram recambiados para casa e as imagens da televisão e dos jornais mostravam não só o vulgar tipo de "hooligan" mas também um tipo de adeptos com um ar "normal". Muitos destes últimos tapavam a cara porque não queriam ser reconhecidos. Têm empregos respeitáveis – bancários, por exemplo - e não queriam que os chefes os vissem envolvidos em tamanha confusão.

Então, os fazedores de opinião de reino inglês viram aqui uma excelente oportunidade para disfarçar o fracasso da prestação desportiva. Em vez de saber de quem foi a culpa de tal fracasso, orientou-se a discussão para o estado da sociedade inglesa, a tal em que nascem e se desenvolvem os "hooligans". Surgiram as mais espantosas teorias. Não admira que a mais óbvia fosse a de oportunismo político: "A culpa é do Governo". Blair, indignado com a acusação mas envergonhado com o que parte da sua espécie tinha feito para lá do canal, limitou-se a pedir-lhes bons modos. Certamente que sem perceber muito bem onde é que o seu Governo poderia ter errado. Seria um questão de orientações políticas, de opções em matéria de educação ou seria qualquer outra coisa? A dúvida instalava-se...

Propuseram-se, então, as explicações mais bizarras. Uma investigadora feminista viu aqui a sua grande oportunidade para fazer passar a sua teoria: os homens assumem esta agressividade porque já não lhes resta mais nada. Explicando melhor... Enquanto as mulheres têm que provar que têm valor e, por isso, têm vindo a apostar tudo nas tarefas profissionais e sociais, os homens não precisam de se esforçar para ter cargos de liderança. Então, concluiu a investigadora, como já não há desafios que satisfaçam os homens, eles dedicam-se a testar as suas capacidades físicas de uma forma muito mais excitante: bater porque sim e esperar resposta para bater ainda mais.

Não menos surpreendente é a questão militar. Um estudioso foi à televisão dizer que o problema é a falta de uma guerra. Diz ele que o povo inglês prepara os seus jovens para confrontos. É assim, diz ele. E acrescenta que a história mostra que as gerações anteriores puderam exteriorizar a agressividade que lhes foi dada como preparativo para a vida, porque viveram tempos de guerra. Pelo discurso deste senhor, até parecia preferível que a Inglaterra estivesse envolvida num conflito sério, para poder mandar os seus homens para a guerra. Se assim fosse, os ingleses não andariam à porrada aos adeptos de futebol de outros países.... E o caso estava arrumado.

Debater qualquer uma destas possíveis teorias sobre as origens do "hooliganismo", recorde-se, parecia melhor do que enfrentar o fracasso desportivo. Mas no final ficou tudo na mesma: não se sabe por que é que a selecção inglesa teve tão más exibições e resultados; e não se sabe por que é que os "hooligans" fazem o que fazem. Restam os bons bocados de lazer proporcionados por tudo isto a quem está de fora...